FLI72017: “Doidice que Dá”, um espetáculo para dançar e cantar juntos

FLI72017: Riqueza de cores traz reflexão sobre o espaço urbano
29 de setembro de 2017
FLI72017: Escritora Thalita Rebouças comanda bate-papo animado com jovens
29 de setembro de 2017

Crianças se divertem ao som de clássicos da música popular brasileira e do repertório infantil no Teatro Nila Gomes Soárez

Texto: Lya Cardoso (4º semestre – Jornalismo/UNI7) e Paulo Victor (4º semestre – Jornalismo/UNI7) (*)

Fotos: Bruno Moura (2º semestre – Publicidade/UNI7)

O que pode dar a mistura de músicas e histórias, com um tempero de criatividade? Uma resposta pode ser um teatro cheio de crianças que cantam e dançam juntas. Pois um grupo de alunos do Colégio 7 de Setembro embarcou nas cores do espetáculo “Doidice que dá”, apresentado dentro da programação da 2ªFLI7 – Festa Literária 7 de Setembro, na manhã desta sexta-feira, 29.

O Teatro Nila Gomes de Soárez, na UNI7 – Centro Universitário 7 de Setembro, recebeu cerca de 300 estudantes do ensino fundamental, que cantaram músicas atuais e antigas, aquelas do tempo dos papais.

Em alguns momentos do espetáculo, o espaço entre as poltronas ficou pequeno para a dança. E algumas crianças não tiveram dúvida, foram para bem perto do palco para cantar junto ao grupo, embaladas pelos elementos cênicos coloridos e irreverentes.

Liderado pelas cantoras Natasha Faria e Paula Tesser, o “Doidice que dá” interpreta, de forma lúdica, músicas de compositores cearenses como Fausto Nilo, Valdo Aderaldo e Chico Anysio, além de clássicos do repertório infantil da MPB. O espetáculo foi criado em 2016, no Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará (TIC), com direção de Osiel Gomes. As artistas ficaram entusiasmadas com a energia transmitida pelas crianças.

No espetáculo na FLI7, destaque para a canção História de uma gata (Enriquez – Bardotti – Chico Buarque/1977), conhecida pelo musical infantil Os Saltimbancos, e Carimbó do Macaco (Pinduca). Nessas, nem as professoras da turma resistiram e dançaram junto.

Confira um vídeo das crianças interagindo clicando aqui.

(*) Colaboração: Dilson Alexandre

 

Conteúdo gerado pelo NPJOR / Curso de Jornalismo UNI7