A paisagem da febre

Crônicas absurdas de segunda
14 de setembro de 2017
Mitologias para o século XXI
20 de setembro de 2017

Neste terceiro livro do autor, perduram temáticas já evidenciadas desde O Corpo Arcaico, como a estranheza do homem diante do viver, o desencanto, a consciência da constância da morte, da perda e o alheiamento. Há, do mesmo modo, uma desconfiança com a função, existencial e social, da arte e, em particular, da poesia. A Paisagem Da Febre é um livro cujo desencanto assume-se como ferocidade da vida, como um dispositivo de sentido que, paradoxalmente, salva-se pela poesia. Os temas de natureza ontológica são recorrentes nos livros de Renato Pessoa. Alguns críticos apontam a poesia de Renato Pessoa como tradutor das fraturas humanas, das angústias cotidianas do homem contemporânea.

 

Sobre o autor

Renato Pessoa é escritor, professor de Filosofia e palestrante. Estudou filosofia na Faculdade Católica de Fortaleza e na Universidade Estadual do Ceará (UECE). Publicou, em 2011, O Corpo Arcaico. Em 2012 publicou Solidão Singular. Organizou em conjunto a antologia Retratos de Abismo e Outros Voos: Antologia de poetas cearenses contemporâneos, que foi publicada em 2014. Em 2016 publica A Paisagem Da Febre. É idealizador e curador do sarau O Corpo-Sem-Órgãos. É um dos jovens escritores mais ativos atualmente no Ceará, participando e organizando antologias, feiras culturais, palestras e movimentos de cultura e resistência.

 


Serviço

Lançamento no Café do Belchior, dia 30/9, sábado, às 10h.

A FLI7 acontece de 27 a 30 de setembro na UNI7.